Biografia

Eles são amigos de infância e descolados, gostam de cálculos e de números, cursam Engenharia e cantam SERTANEJO.

Os adjetivos de João Victor e Greg não são nada clichês no universo da música. A brincadeira dos estudantes que cantavam e animavam as rodas de conversa nos bares próximos à Universidade Fumec, em Belo Horizonte, foi se tornando cada vez mais séria a partir do incentivo dos amigos. “Por que vocês não formam uma dupla?”, “A harmonia entres as vozes se encaixa. Por que não cantam juntos?”. Essas eram algumas das perguntas que eles ouviam com frequência.

Há quem diga que a vida se encarrega do novo que está por vir e de aproximar ainda mais as histórias. Assim foi com João Victor e Greg! A dupla é recente, mas, o que muitos não sabem é que a parceria é antiga. “Somos amigos desde que começamos a estudar juntos no primário e sempre fomos atraídos pela música. Chegamos a montar uma banda de garagem, ‘Trem de Minas’, durante o ginásio”, conta João Victor. Não demorou muito para que os compromissos com o futuro, encarados por todos os adolescentes, falassem mais alto. “Tivemos que fazer uma difícil escolha: trocar a banda pelas horas a mais de estudos para nos prepararmos para o vestibular. Acredito que tudo acontece no tempo exato”, relembra Greg.

Foi preciso a Engenharia Civil entrar na vida desses jovens para que a música não saísse nunca mais. João Victor cursa o 4º período e Greg, o 7º. Entre cálculos, projetos, cifras e notas, os futuros engenheiros do sertanejo dividem o tempo. “A engenharia exige criatividade exata e sensibilidade para perceber detalhes minuciosos e cruciais. A música também exige essa percepção. Existe um lado poético nos dois segmentos”, conta João Victor.

Em meio a tantas semelhanças e peculiaridades nas escolhas, João Victor e Greg estão sempre juntos. “É engraçado, pois nos encontramos e divergimos ao mesmo tempo. Claro que na medida exata. Embora parecidos, somos bem diferentes – o que não atrapalha em nada a sintonia da dupla. Ao contrário, isso nos completa e contribui de maneira muito importante para enriquecer o som que fazemos”, afirma Greg.

A Dupla

João Victor, 21 anos, é a primeira voz da dupla, compõe, toca violão e é fã declarado dos “modões” de viola e clássicos sertanejos. Sua formação musical vem desde criança. A cada Natal pedia um instrumento de presente. Hoje, ele toca um pouco de tudo.

Já Greg tem 25 anos, é a segunda voz, toca violão e guitarra, é compositor e curte pop rock brasileiro e country americano. Aprendeu a tocar violão com o pai.

Diferentes influências musicais são percebidas de cara na musicalidade que a dupla apresenta. João Victor e Greg fazem parte da safra urbana que tem o sertanejo como som e estilo. Fogem ao estereótipo do campo e são prova de que na cidade grande também acontecem histórias sertanejas.

EP “Tantos Planos”

O primeiro EP de João Victor e Greg, “Tantos Planos”, foi lançado em dezembro do ano passado. O trabalho, produzido por Augusto Nogueira e mixado por Alexandre Gaiotto, conta com seis músicas, sendo duas autorais, três inéditas e uma regravação.

A primeira música de trabalho é “Saudade Sua”, uma composição de Pedro Vianna e Silmara Nogueira. O single traz elementos pop e arrocha, com sanfona, guitarra e percussão bem marcadas. Tem enredo de balada e apelo carregado de romantismo. Conta a história de um amor que se acabou, os conflitos do coração ainda apaixonado e as alternativas para tentar esquecer. “Se eu aparecer chorando na porta da sua casa/ Dizer que estou perdido e não lembrei de nada / Só do seu endereço / Se escutar seu telefone tocar de madrugada / Ouvir minha voz confusa ou meio assustada / É que eu tô com medo...”

Em poucos meses de execução nas rádios, “Saudade Sua” passou a ser uma das mais pedidas e tocadas, embalada pelo forte refrão: “Mas antes de te procurar / Eu vou pedir mais uma que é pra ver se cura / E só pra ver se cura aiaiai / Antes de me humilhar eu vou pedir mais uma / Vai ser saudade sua, se eu não sair do bar.”

Pedro Vianna e Silmara Nogueira também assinam a faixa “Metade de Amor”. “Som do Coração” e “Surpresa Boa” são canções compostas pela dupla João Victor e Greg. Em “Tantos Planos”, os sertanejos dividem os vocais com Rick e Ricardo. Um dos destaques do EP é a regravação da música “Uma Carta”, releitura de um dos hits da banda LS Jack.